Partidos espanholistas tentam vetar proposta de referendo feita pela CUP

PP, VOX, Ciudadanos e PSC apresentaram, na manhã desta quinta-feira, uma petição de reconsideração à mesa do Parlamento sobre a proposta de referendo de autodeterminação feita pelo partido CUP. O grupo anticapitalista, parte do bloco independentista na Câmara catalã, propõe que um novo referendo seja organizado até o fim da atual legislatura.

Entretanto, e por enquanto, a proposta não recebeu apoio dos demais partidos pró-independência, Esquerra Republicana de Catalunya e Junts per Catalunya. Embora esses dois últimos partidos tenham colecionado discrepâncias desde o início de 2018, ambos concordam que a melhor solução para a resolução do conflito político entre Catalunha e Espanha é um referendo pactado com o governo espanhol. Na proposta da CUP, não foi detalhado se o referendo seria realizado por meio de um pacto com o governo da Espanha, ou se, tal como em 2017, organizado de maneira unilateral.

Vale a pena ler: Aniversário de 4 anos do anúncio oficial do referendo de autodeterminação

A organização do referendo contrariaria o Tribunal Constitucional espanhol

De acordo com os partidos espanholistas, o Parlamento catalão “não tem competências para organizar referendos”, portanto, a convocação de um novo referendo de autodeterminação contrariaria o Tribunal Constitucional espanhol. Assim, segundo os partidos espanholistas, especialmente VOX, a proposta da CUP “incorreria em delito de desobediência”.

CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Cadastre-se para receber as novidades do Aqui Catalunha