Manifestação em Barcelona contra os ataques da Rússia à Ucrânia

Manifestação em Barcelona, programada durante a semana, acontece após noite de intensos ataques russos contra Kiev, capital da Ucrânia

Embora a Federação Russa afirme que suas ações em terras ucranianas são, na verdade, uma “operação militar especial” destinada à “manutenção da paz”, a maior parte do mundo não entende dessa maneira, incluindo os cidadãos russos. Neste sábado, alguns deles estiveram presentes na manifestação em Barcelona contra os ataques da Rússia à Ucrânia.

Vale a pena ler: Junqueras usa o independentismo catalão para falar da guerra entre Ucrânia e Rússia

Após a madrugada de intensos bombardeios em Kiev, o governo ucraniano, liderado por Volodímir Zelenski, resiste.

A incerteza sobre uma negociação para o fim dos ataques persiste, assim como a ofensiva russa, severamente criticada na capital da Catalunha. A manifestação, que contou com pessoas de diversas nacionalidades, começou na Plaça de Catalunya. Entre as mensagens que reivindicavam a paz na Europa, havia “Putin, tire as mãos da Ucrânia“, “Hoje Ucrânia, amanhã Europa” e “Não à guerra“. Os manifestantes encerraram o protesto diante da sede do governo catalão, na Plaça de Sant Jaume.

Nessa sexta-feira, o governo russo, que havia aberto as portas para a possibilidade de negociação com os líderes ucranianos, ameaçou Suécia e Finlândia: “se tentarem fazer parte da OTAN, sofrerão consequências militares e políticas“.

CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Cadastre-se para receber as novidades do Aqui Catalunha