Protestos diante do consulado da Rússia em Barcelona

"São necessárias ações contundentes contra a violação do direito internacional", defende Victòria Alsina.

Horas após o início das ações militares na Ucrânia, dezenas de cidadãos ucranianos se manifestaram diante do consulado da Rússia em Barcelona, na manhã desta quinta-feira. Foram vistos, também, cidadãos russos contrários aos ataques ordenados por Vladimir Putin.

Além dos protestos de hoje, a comunidade de residentes ucranianos na capital catalã convocou uma manifestação para o próximo domingo, na Plaça de Catalunya.

Vale a pena ler: Catalonia Global Institute, o centro catalão de análise geopolítica

Declarações de representantes da Catalunha sobre a guerra entre Rússia e Ucrânia

Na quarta-feira (23), a representante do departamento de Relações Exteriores do governo da Catalunha, Victòria Alsina, disse que “a Ucrânia é um país soberano, que tem o direito de decidir o seu futuro e alianças estratégicas”, e deixou claro que “a Catalunha está ao lado da Ucrânia“.

A representante do partido independentista Junts per Catalunya acusou Putin de “perverter o princípio da autodeterminação para encobrir uma agressão imperialista”. Assim, para Victòria Alsina, “são necessárias ações contundentes contra a violação do direito internacional“.

A opinião de Victòria Alsina é compartilhada pelo ex-presidente da Catalunha, Carles Puigdemont. Também no Twitter, o eurodeputado catalão afirmou que a União Europeia deve “reagir com mais firmeza, união e decisão contra essa violação do direito internacional”.

CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Cadastre-se para receber as novidades do Aqui Catalunha