Pere Aragonès pede uma “grande aliança de partidos” para a negociação com o governo espanhol

Para o presidente da Catalunha, Pere Aragonès, será necessária uma “grande aliança de partidos” para a negociação com o governo espanhol, na chamada Mesa de Diálogo, marcada para setembro. De acordo com o presidente, a negociação com o governo espanhol será “a mais complexa e ambiciosa da história contemporânea” e, por isso, defende uma “grande união” entre os partidos para defender “com força” a anistia e um referendo de autodeterminação pactado com o Estado espanhol, considerados “grandes consensos” pelo republicano. Entretanto, até o momento, parece improvável que o governo da Espanha aceite a proposta do governo catalão.

Vale a pena ler: Após indultos, governo espanhol volta a negar anistia e referendo pactado com Catalunha

“Os indultos ajudam a fortalecer a via democrática”

Em seu comparecimento ao Parlamento catalão, Pere Aragonès disse que os indultos aos líderes independentistas catalães “ajudam a fortalecer a via democrática”, mas que “não são suficientes”. Assim, de olho na estratégia do bloco independentista no Congresso espanhol, o presidente catalão se mostrou “disposto” a facilitar uma estratégia de coordenação entre o seu partido, Esquerra Republicana de Catalunya, e o partido Junts per Catalunya.

Vale a pena ler: Carles Puigdemont e Oriol Junqueras se reencontram em Waterloo

CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Cadastre-se para receber as novidades do Aqui Catalunha