Quim Torra: ‘Nosso mandato é efetivar a República, e vamos até o final, com todas as consequências’

Em evento que celebra os 80 anos de aniversário do fim da Guerra Civil, na região de Molló (província de Girona), o presidente do governo catalão prometeu que estará em Bruxelas com Carles Puigdemont na próxima segunda-feira. Ontem, os dois líderes catalães souberam que Antoni Tajani, presidente do Parlamento Europeu, lhes havia proibido de fazer uma conferência no local. Tajani disse que se tratava de uma “questão de segurança”.

Reivindicando o direito à autodeterminação e denunciando a repressão, Quim Torra disse: “Enquanto puder viajar pelo mundo – como farei na segunda, em Bruxelas, ainda que não nos deixem entrar no Parlamento Europeu, mas iremos a Bruxelas -, iremos denunciar essa repressão onde quer que seja”. Em sua intervenção, Torra afirmou que é preciso “encarar essa causa repressiva contra uma ideia tão legítima, pacífica e tão democrática”, se referindo à independência da Catalunha. Por fim, o presidente catalão assegurou que cumprirá o mandato eleitoral dos catalães: “Nosso mandato é efetivar a República, e seguiremos por este caminho, com todas as consequências, até o final”.

Quim Torra, entretanto, ainda não revelou onde ele e Puigdemont farão a conferência.


Participe do financiamento coletivo do jornal Aqui Catalunha

O Aqui Catalunha é o primeiro jornal brasileiro exclusivamente dedicado à Catalunha. O trabalho diário com pesquisas e publicações é exigente, e a única fonte financeira deste jornal é a base de leitores que participam do financiamento coletivo. Com a sua colaboração, o Aqui Catalunha fará mais e melhor pela informação sobre a Catalunha, exclusivamente para os leitores de língua portuguesa. Saiba, aqui, como colaborar. O Aqui Catalunha acredita que leitores vanguardistas merecem um jornal de vanguarda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *