Prefeitura de Barcelona retira a Medalha de Ouro ao rei emérito Juan Carlos I

O governo municipal de Barcelona aprovou nesta quinta-feira a retirada da Medalha de Ouro ao rei emérito Juan Carlos I , e reprovou a atuação do Governo espanhol em relação à marcha do anterior monarca.

A proposta foi apoiada pelos grupos municipais de Esquerra Republicana e Junts per Catalunya. O resto dos grupos (PSC, PP e Ciudadanos) votaram em contra, com a exceção de Barcelona en Comú, que se absteve.

Com a abstenção dos Comuns e os votos favoráveis d’ERC e Junts per Catalunya, a prefeitura aprovou a retirada da distinção que recebeu o rei emérito em 1992 e a reprovação do Governo espanhol ao considerar que foi uma colaboração para facilitar a saída de Juan Carlos I do país.

“Pela democracia e o republicanismo denunciamos a corrupção da monarquia e damos apoio à retirada da Medalha de Ouro ao rei emérito”, escreveu nas redes sociais Barcelona en Comú.

“Mas recusamos às práticas electoralistas de JuntsxCat e ERC que buscam dividir num momento onde precisamos construir maiorias republicanas”, adicionou o grupo político da prefeita de Barcelona, Ada Colau.

Notícia relacionada: Resumo da sessão que reelegeu Ada Colau prefeita de Barcelona

A Medalha de Ouro da Cidade de Barcelona é a máxima distinção que outorga a Prefeitura a pessoas físicas ou jurídicas, sejam nacionais ou estrangeiras, que tenham tido um papel destacado nos serviços da cidade.

Entre os premiados figuram personalidades como o cantor Raimon (2012), o escritor Gabriel Garcia Márquez (2014, póstuma) e a presidenta de Òmnium Cultural Muriel Casals (2016, póstuma).

Por Carla Samon Ros

Traduções para o catalão, o inglês e o espanhol

Esta notícia foi traduzida, de forma automática, para as línguas catalã, inglesa e espanhola. Aos poucos, a nova equipe de edição e revisão do portal Aqui Catalunha se encarrega de editar e aperfeiçoar as traduções.

CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Cadastre-se para receber as novidades do Aqui Catalunha