fbpx

Uma jogada no xadrez que é uma homenagem à Catalunha

O xadrez é um jogo com diversos tipos de abertura, desenvolvimento e final. Muitas das jogadas têm um nome que representa uma pessoa ou gentílico pátrio. Existe um tipo de abertura no xadrez chamado abertura catalã, caracterizado pelos seguintes movimentos: 1. d4 Cf6, 2. c4 e6, 3. g3. As duas perguntas que podem ser feitas são: 1) Por que catalã? e 2) Quem a inventou? O jornal Aqui Catalunha apresenta, em primeira mão para o público brasileiro, as origens dessa jogada no xadrez que é uma homenagem à Catalunha: a abertura catalã.

Publicação relacionada: Quatro frases potentes ditas por personalidades da Catalunha

O xadrez na Exposição Internacional de 1929, em Barcelona

Uma jogada no xadrez que é uma homenagem à Catalunha - Aqui Catalunha
A abertura catalã: 1. d4 Cf6, 2. c4 e6, 3. g3. As peças brancas sempre iniciam uma partida de xadrez.

Na Exposição Internacional de 1929, organizada em Barcelona, foi realizado um torneio internacional de xadrez. Dele participaram alguns dos maiores jogadores à época, como o lendário campeão cubano José Raul Capablanca. Um dos organizadores da competição, Francesc Armengol, desejava que existisse uma abertura que contivesse o nome ‘catalã‘ (catalana). Armengol (1878 – 1940), que foi jogador de xadrez e presidente da Federação Catalã de Xadrez de 27 de janeiro de 1934 até 1º de setembro do mesmo ano, organizou um concurso, que premiaria com 150 pesetas o enxadrista criador da abertura catalã. O vencedor foi o russo Savielly Tartakower. Esse enxadrista, que também atuou como jornalista, tem algumas frases ligadas ao xadrez lembradas até hoje, como “Vitórias morais não contam“, “Todo jogador de xadrez deveria ter um hobby” e “Os erros estão sempre no tabuleiro, esperando para serem cometidos“.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *