Ronald Koeman é demitido pelo FC Barcelona

Xavi Hernández é um dos prováveis substitutos de Ronald Koeman no FC Barcelona

Após uma coleção de maus resultados, Ronald Koeman é demitido pelo FC Barcelona. Nesta quarta-feira, o time catalão foi derrotado, em Madrid, pelo Rayo Vallecano por 1 a 0. A derrota foi a segunda consecutiva em apenas três dias. No domingo, a equipe azul-grená foi derrotada pelo Real Madrid por 2 a 1, na Catalunha. Atualmente, o time masculino do FC Barcelona ocupa a 9ª colocação na Liga espanhola, e corre sério risco de ser eliminado da Liga dos Campeões.

Vale a pena ler: Grupo de torcedores do FC Barcelona ataca carro de Ronald Koeman

Como foi o período de Ronald Koeman como treinador do FC Barcelona?

Os maus resultados obtidos pela equipe do treinador holandês não se limitam, apenas, à temporada atual. Na edição passada da Liga espanhola, Ronald Koeman teve a chance de levar o time à conquista do título do torneio. Entretanto, nas últimas partidas, e de maneira incompreensível, a equipe perdeu pontos fundamentais. O campeão foi o Atlético de Madrid, cujo principal jogador foi Luis Suárez, ex-atacante do Barcelona. O uruguaio, de acordo com Ronald Koeman, “não era mais necessário” ao time catalão.

Como nota positiva, Ronald Koeman levou sua equipe à conquista da Copa do Rei, em abril deste ano. O título, porém, foi insuficiente para convencer a torcida do clube, que estava em desacordo com as formações táticas propostas pelo treinador holandês. O presidente do clube, Joan Laporta, em reunião com Ronald Koeman, lhe “exigiu” que a equipe jogasse com a formação 4-3-3, tradicional no FC Barcelona.

Quem será o novo treinador?

Até este momento (madrugada na Catalunha), o nome do novo treinador não foi anunciado. Entretanto, diversos diários próximos à atualidade do clube afirmam que Xavi Hernández deverá ser o próximo treinador do time masculino do FC Barcelona.

De fato, o nome do treinador catalão, atualmente no Catar, já estava sobre a mesa. Porém, o ex-jogador do clube havia afirmado que “respeitaria seu contrato” com seu atual clube, mas que “não fecharia portas” caso o FC Barcelona decidisse contratá-lo.

CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Cadastre-se para receber as novidades do Aqui Catalunha