Policiais ordenam a retirada de laços amarelos em escolas

A época eleitoral na Catalunha e no Estado espanhol ganhou mais uma polêmica. A primeira: uma faixa com o desenho de um laço amarelo e a mensagem ‘Liberdade para os presos políticos e exilados’ na fachada do edifício do governo catalão provocou, nessa sexta-feira, uma reação repressiva da Promotoria de Justiça espanhola. A segunda: os Mossos d’Esquadra, seguindo as ordens da Justiça Eleitoral Central (JEC) e da Promotoria de Justiça espanhóis, entraram em escolas públicas catalãs em busca de quaisquer elementos que pudessem ser interpretados como “símbolos partidistas”. De acordo com a JEC, são símbolos partidistas faixas e cartazes com mensagens de apoio aos presos políticos e exilados catalães, bandeiras independentistas e laços e outros elementos da cor amarela.

Policiais ordenam a retirada de laços amarelos em escolas - invasão“Aqui tem muito amarelo”

Ao longo do dia, vários cidadãos, entre eles os professores das escolas invadidas, publicaram imagens no Twitter relacionadas às ações dos agentes policiais. Em uma das mensagens, foi dito que “dois policiais entraram na escola para comprovar a existência ou não de laços amarelos, e que os agentes teriam comentado que, em um dos corredores, “havia muito amarelo”, referindo-se a lâmpadas de papel penduradas, e umas faixas de plástico amarelas que pendiam de uma espécie de lustre.

Na Escola Sagrada Família de Caldes d’Estrac, os policiais apagaram pinturas de laços amarelos pintados por crianças para um mural sobre a paz. Já na escola Planes i Casals, em Badalona, policiais adentraram o centro educativo em busca de laços amarelos e outros símbolos ligados aos presos políticos catalães.

Indignação do Departamento de Educação do governo catalão

O secretário do Departamento de Educação da Generalitat de Catalunya, Josep Bargalló, disse em seu Twitter que “a JEC e a Promotoria de Justiça espanholas passam dos limites ao colocarem as escolas sob sua mira”. Bargalló afirmou que “o sistema educativo da Catalunha atua com rígida neutralidade política”, e mostrou seu apoio à comunidade educativa, condenando a resolução da JEC, que “atenta contra a liberdade de expressão”.

 


 

Participe do financiamento coletivo do portal Aqui Catalunha

O Aqui Catalunha é o primeiro jornal brasileiro exclusivamente dedicado à Catalunha. O trabalho diário com pesquisas e publicações é exigente, e a única fonte financeira deste jornal é a base de leitores que participam do financiamento coletivo. Com a sua colaboração, o Aqui Catalunha fará mais e melhor pela informação sobre a Catalunha, exclusivamente para os leitores de língua portuguesa. Saiba, aqui, como colaborar. O Aqui Catalunha acredita que leitores vanguardistas merecem um jornal de vanguarda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *